quinta-feira, 23 de março de 2017

Escutando o poeta Juvenal Arruda - autor de Escutei dentro de mim

Ooii meus amores, hoje é dia da segunda coisa que eu mais gosto de fazer nesse blog, que são as entrevistas, amo muito, então fiquem ligados!!
Nosso papo literário de hoje é com o jovem poeta Juvenal Arruda que iniciou sua trajetória literária aos onze anos de idade. Atualmente mora em Sobral (CE), graduado em Pedagogia, dedica seu tempo à escrita de sua primeira ficção - Alma Avulsa. 




1- Qual a oportunidade mais legal que ser escritor já lhe proporcionou?


Além de sempre me proporcionar muito prazer e liberdade, escrever abriu e continua abrindo muitas portas incríveis. Ano passado (2016) fui premiado com uma viagem para conhecer a universidade de Harvard, nos EUA. Foi uma viagem incrível, até porque nunca havia viajado de avião, muito menos para fora do país. Tive a missão de declamar um de meus poemas em inglês e posso dizer que isso foi um grande desafio. Mas foi maravilhoso, pois acabei ganhando uma bolsa de mestrado para estudar lá. Devo isso a minha escrita poética que despertou os olhares dos avaliadores e professores de Harvard.

2- Suas poesias são cheias de sentimentos, você se espelhou em algum fato para escrevê-las?

Poesia é algo muito íntimo, intrínseco. Eu gosto de poetizar meus dilemas, desafios, minhas paixões. Eu espelho meus próprios reflexos quando escrevo poesia. Agora, quando escrevo uma ficção, um conto ou uma crônica – embora empreste minha voz poética a narrativa – eu sempre costumo me valer da essência, das características e das personalidades de algumas pessoas mais próximas de mim. Tudo que tem muita vida e emoção acaba me inspirando muito.


3- Conta algo sobre sua vida?

Eu sou um jovem sonhador que ama experiências novas e ama escrever sobre essas experiências. Bem, minha vida é vivida com muita intensidade. Sempre estou rodeado de amigos e nunca consigo ficar sozinho (o que é chato às vezes). Acredito que minha personalidade atrai pessoas. Amo pipoca e café. Me formei há pouco tempo em Pedagogia e lancei meu livro de poesia Escutei dentro de mim. Sabe aquelas listinhas de sonhos? Pois bem, me formar e publicar um livro estavam no topo delas e agora estou muito feliz! (Risos).

4- Quais seus próximos planos como escritor?

Agora estou escrevendo uma fantasia que se intitula Alma Avulsa. Estou MUITO empolgado com a ideia desse livro e quero publicá-lo ainda este ano. Enfim, quero continuar escrevendo, claro. Quero ser reconhecido pelo meu trabalho e, acima de tudo, quero ser lido pelas pessoas. Eu acredito no meu trabalho como escritor. Escrever é minha maior paixão. Creio que só por isso, os leitores deveriam dar uma chance para a leitura do meu livro. Ler livros de escritores apaixonados é quase sempre uma leitura inesquecível e prazerosa.


5- Quando não está escrevendo ou lendo, o que gosta de fazer?

Ouvir música me relaxa bastante, pois algumas melodias têm poder de fazer uma faxina em minha mente, arejando as ideias e às vezes me despertando a imaginação. Amo também estar com meus amigos, de ir ao cinema, ao teatro.

6- Se você tivesse a oportunidade de conhecer alguém famoso, quem seria?

Com certeza amaria conhecer a J.K. Rowling, autora da saga Harry Potter. Ela é maravilhosa, de uma escrita muito criativa. Além de ter uma história de vida que inspira qualquer escritor a continuar escrevendo, apesar das dificuldades que encontramos pelo caminho.


7- Quando você começou a gostar de escrever?

Por incrível que pareça eu fui um fracasso na alfabetização. Minha professora chegou a dizer que eu jamais aprenderia a ler. Foi uma fase bem difícil, sofri muito. Mas essa professora acabou sendo demitida e outra assumiu em seu lugar, me ajudando bastante a superar minhas dificuldades de aprendizagem. Foi assim que me apaixonei pela leitura e escrita. A paixão nasce das coisas que lutamos para conquistar. Desde então, leio de tudo e amo ler, mas escrever é meu coração pulsando. Ah, outro dia fui visitar a professora que havia sido demitida na época, a encontrei e fiquei imensamente feliz em saber que a mesma lembrava-se de mim e fiquei mais satisfeito ainda com seu semblante de espanto ao ser presenteada com o meu livro.

8- Qual era seu sonho quando era criança?

Meu maior sonho era viver uma grande aventura, encontrar uma passagem secreta e ir para outros mundos. Minha família chegou a pensar que eu era esquizofrênico (Risos). Mas lá pros dez anos, onze, talvez, desejei ardentemente ser biólogo.


9- Se você pudesse deixar uma mensagem para você cinco anos mais novo, o que você falaria?

Eu diria: Calma, cara! Relaxa! Seus maiores sonhos vão se realizar. Sua vida só começa!


10- Tem planos de ir a algum evento literário este ano?

Sim. Quero ir para bienal do livro em Fortaleza. Provavelmente participarei de uma roda de conversa com alguns jovens escritores. Acredito que vai ser um momento enriquecedor.

terça-feira, 21 de março de 2017

Projeto 12 Cartas Em 12 Meses ( Março)

 Oiii meus anjos!!! Como vocês estão?? Bem eu espero.

     Hoje é dia daquela cartinha que eu escrevo uma vez por mês, eu estou amando esse projeto, escrever com um tema específico nunca foi meu forte apesar de ser muito importante fazer isso ,eu sempre acabo misturando tudo e fazendo uma grande mistura, mas com as cartas tem sido diferente, eu tento focar 100℅ no tema.

     Eu enrolei, dei um milhão de voltas e ainda não contei o tema de hoje. Então, nossa carta de hoje é uma carta de agradecimento. Foi meio difícil fazer ela, mas acho que até agora foi uma das melhores.


     É muito difícil fazer uma carta de agradecimento, são muitas pessoas para agradecer, todas muito importantes, todos tiveram uma real importância na minha vida.

     Acho que começar agradecendo todos vocês seria o melhor, afinal vocês são esse blog, nós não teríamos nada se vocês não lessem, não teríamos parceiros, nem amigos que o blog trouxe.

     Agradecer, é algo tão simples, muitas vezes feito no dia a dia da boca para fora, mas agradecer vai muito além de dizer "obrigado", agradecer é realmente valorizar alguém, é essa pessoa ter um sentido especial para você, e todos que forem citados tem um sentido especial para mim.

       Eu fiz duas amigas muito especiais, uma exclusivamente por conta da criação desse blog, a outra vêm muito antes disso, uma amizade que gerol o blog, a Jheinis do blog Carpe Diem sempre me apoiou muito, se não me engano nossos blogs tem uma data bem próxima de criação. É impossível não agradecer a Thais do blog Um Café e um Livro que sempre me ajuda, minha parceira de escrita.

      Minha mãe também é muito importante, sempre esteve comigo, desde que eu me entendo por gente é ela quem me apóia a continuar.

     Eu tenho poucos amigos, sempre foi assim, mas os poucos são raros e verdadeiros, com seus defeitos, com suas manias, mas todos muito importantes.

Impossível fazer uma carta de agradecimento e não agradecer as pessoas que sempre estão comigo nessa caminhada do blog que são a Juliana e o Alisson, a Ju é uma das melhores pessoas, sempre que precisamos de apoio com algum problema do blog é a ela que posso correr e ter uma amizade assim só é possível por conta desse blog. O Alisson é amigo, e sempre está comigo, não tenho palavras para agradecer ele ter aceito meu convite para participar desse blog.

      E claro, todos os parceiros são importantes, eles nos ajudam na divulgação, muitos são amigos, eu conheci três escritoras em espécia que são hoje minhas amigas, que eu me orgulho em cada conquista delas, que são a Katia Tião, a Lu Muniz e a Giovana Soares. Sério meninas muito obrigado por todo o apóio, por todo o carinho.

        Essa carta é também um agradecimento a você, que dedicou um pouquinho do seu bem mais precioso para ler o que eu escrevi, quando você da um pouquinho do seu tempo para alguém é como dar um pouquinho da sua vida. Então, muito obrigado!!!!

quinta-feira, 16 de março de 2017

RESENHA: Escutei Dentro De Mim (Juvenal Arruda)

 Livro: Escutei Dentro De Mim.
Autor: Juvenal Arruda.
Editora: Autografia.
Páginas: 86.
Onde comprar: Livraria Cultura.
Canal no YouTube: Evento De Lançamento.
Avaliação:❤❤❤❤❤.


"Vou me enganando nesta bolha que estou confinado, pela qual ouço as pessoas, mas não permito que o meu coração seja tocado por elas."

Sinopse:

Todo mundo tem sentimentos e lembranças guardadas dentro de si. Às vezes, eles ficam dentro de nós por anos, sem nunca serem expostos e revelados aos outros. Juvenal Arruda, embora não seja um jovem tímido, costuma se dizer melhor por meio da sua arte predileta –a poesia! Através dela, ele coloca, para quem quiser ver, sentir, saborear, seus sentimentos mais íntimos sobre diversos assuntos, como: amor, felicidade, paixão, sonhos e tantos outros temas que norteiam nossa existência. O autor nos convida a fazer poesia, sem necessariamente escrevê-la, basta abrir o coração, ativar a memória e escutar sua voz interior.


"Tenho vontade de sair do meu corpo e me desligar por um tempo. Mas, desdetrado como sou, derramei todo nosso amor na minha alma."

É a primeira vez que eu resenho um livro de poesia... Acho que vou começar com um dos melhores da atualidade, um livro que tocou meu coração de um jeito único, que me fez viver cada poema.

"Aquela palavra era semente e fez de mim um homem tagarela que, cansado de recitar versos, derrama poesia em folhas brancas."

     Acho que o motivo de eu ter amado tanto essas poesias, foi o fato de eu ter encontrado um pouco da alma do autor, a gente consegue sentir o fascínio, a necessidade dele por todos os sentimentos para fora, e isso com certeza faz com que nós leitores, absorvamos o máximo do que ele pretendia passar com seu trabalho.

      O livro é super rapidinho, o autor não usa várias palavras rebuscadas, ele usa palavras simples, que expressão o cotidiano e isso faz com que a gente entenda o real significado por trás das palavras.

       Digamos que você não seja tão fã de poesias de amor, mas sim de poesias sobre sonhos, sobre fases da vida, você pode facilmente como eu, se apaixonar por esse livro, o autor aborda temas da vida, tem de romance, tem de aventura, tem de medos e alegrias, ele usou e abusou dos temas.

      Eu sendo a louca do romance romântico, amei as poesias voltadas para esse tema, acho que foi as que mais me deixaram morrendo de amores.

     O único defeito desse livro, é que deixa a gente com uma enorme vontade de querer mais poesias desse poeta incrível.

“Continuei sentado no banco da praça, enquanto a pessoa amada, em cada passo que dava, fazia latejar o silêncio deixado. Achei que fosse amor e talvez seja mesmo – pelo menos da minha parte -, pois, enquanto partia, ainda conseguia sentir seu coração pulsando dentro do meu … dentro do meu coração trincado. Foi assim que consegui voltar para casa; foi assim que desabei na minha cama e, fechando os olhos, brinquei de inexistir.”


      Então amores, gostaram da resenha?? Acho que vocês deviam dar uma chance para esse poeta, ainda não se convenceram que ele é incrível?? Então fiquem ligados, que até semana que vem sai a entrevista que eu fiz com ele!!!
Beijooooos até a próxima.